Sirlei L. Passolongo


Nem o tempo, nem a poesia 
acalmam a saudade em mim.


Sirlei L. Passolongo


Estou voltando a ser quem sempre sonhei...
Uma mulher livre das incertezas
Sem medos ou fraquezas vis
E quando enfim, a porta se abrir
Serei apenas eu mesma.
Uma mulher comum... Feliz.